sábado, 29 de janeiro de 2011

Corrida das formigas

Certa vez,houve uma corrida de formigas o objetivo era que subissem uma montanha para levar um grão de açúcar a rainha,a formiga que chegasse até o topo da montanha ganharia um premio muito especial.

Dada a largada as formigas sairam em disparada eram dezenas,não centenas,não milhares de formigas para alcançarem esse objetivo e as formigas que não participaram ficaram ao lado gritando para as que estavam competindo,e no meio do caminho muitas formigas caiam ,outras desistiam e as que ficaram do lado de fora gritavam você não vai conseguir é muito alto todos já desistiram.

Mais tinha uma formiga que subia,subia,subia e as outras gritavam desista,desista e ela ia contudo até que chegou ao topo e entregou o açúcar a rainha e recebeu seu prêmio,tornou-se príncipe ,há mais porque ele conseguiu chegar lá e as outras formigas não?
A rainha quis saber e ele nada respondia até que a mãe dele e explicou para a rainha;-ele é surdo!!! Seja Surdo a voz da derrota, do pessimismo e do baixo astral. Não escute as pessoas negativas e invejosas ao seu redor.
Ser surdo, em alguns casos, pode fazer toda a diferença em sua vida.

sábado, 22 de janeiro de 2011

As quatro velas

Quatro velas estavam queimando calmamente. O ambiente estava tão silêncioso que podia-se ouvir o diálogo entre elas. A primeira disse:  Eu me chamo a Paz e apesar da minha luz, as pessoas não conseguem manter-me acesa. Em seguida, a sua chama lentamente se apagou totalmente.

A segunda disse: Eu me chamo Fé. Infelizmente, sou supérflua para as pessoas. Elas não querem saber de Deus, por isso não faz sentido continuar queimando. Ao terminar sua fala, um vento levemente bateu sobre ela, e a chama se apagou. Baixinho e triste, a terceira vela se manifestou: Eu sou o Amor! Não tenho mais forças para queimar.

As pessoas me deixam de lado, porque só conseguem enxergar elas mesmas; esquecem até daqueles que estão a sua volta. E, num piscar de olhos, apagou !!!
De repente... Entrou uma criança e viu as três velas apagadas. O que é isto? Vocês deviam queimar até o fim. Dizendo isso começou a chorar. Então a quarta vela disse:
Não tenhas medo criança. Enquanto eu ainda queimar podemos acender as outras velas... Eu sou a esperança!  A criança com os olhos brilhantes pegou a vela que restava e acendeu as demais. Que a vela da esperança jamais se apague dentro de você.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Povo educado não pode ser dominado

Desde Cabral o Brasil foi programado para não ter acesso à educação. Só recebia educação aquele que fazia parte da elite, da nobreza. Nas colônias os escravos não precisariam saber ler pois bastava a interpretação feita pelos padres. Até o século XIX era preciso autorização do governo para publicar um livro. Pois é... desde sempre nós fomos podados à educação, não é interessante governar para um povo consciente e capaz de pensar, refletir e agir por si mesmo, portanto quanto mais leigo ele for, mais fácil será manipulá-lo. Um povo educado é como um filho rebelde que não aceita injustiças, gritos, brutalidade ou humilhações em casa.

Na verdade o que acontece é que não podemos construir um país forte e independente se seu povo não sabe ler nem escrever direito!!!  A educação representa a voz do povo, redefine caminhos, questiona a realidade e a transforma. Povo educado não aceita as falcatruas do governo, a corrupção dos altos escalões, a fome, a miséria.  Povo educado reclama, grita, interpreta a realidade, analisa a situação e propõe mudanças. Povo educado cobra atitudes pontuais das autoridades do governo!

É preciso transformar o Brasil num país de leitores. Somente a leitura amplia o conhecimento, dignifica o ser humano e enobrece a alma. Aos 77 anos, o escritor e cartunista Ziraldo não tem dúvida: ler é mais importante que estudar. Como é que uma pessoa, principalmente uma criança, pode estudar se ela não sabe ler, não é capaz de entender um texto, não consegue se expressar escrevendo? O estudante está chegando nas universidades analfabetos, incapazes de entender o que lê e de se expressar pela leitura.

Conclui-se que sem ler, sem livros, sem educação, a história é silenciosa, a literatura é muda, a ciência é paralítica e o pensamento não evolui...Educação é coisa séria! É de interesse de todos! Pense nisso!